Leonte, Alto da Bemposta, Alto da Varziela, Pé de Cabril


Mais uma caminhada no Gerês, efectuada no dia 16/01/2016 numa luminosa e fria manhã de inverno, onde os campos cobertos de geada deixavam antever algumas dificuldades no percurso que tínhamos idealizado e que nos iria levar de Leonte ao pé de Cabril, passando pelo Alto da Bemposta e Alto da Varziela. Chegados à Portela de Leonte, descemos um pouco, atravessamos a ribeira da Adega e seguimos pelo estradão florestal em direcção ao Cancelo, até o abandonarmos para seguir pelo percurso até ao Alto da Bemposta. Até ao inicio desta subida, o trilho fez-se muito facilmente, apesar da imensa água e algumas placas de gelo com que nos fomos deparando. Tal como prevíamos, as coisas complicaram-se na subida para o Alto da Bemposta, o trilho passa aqui por uma série de lajes, algumas com placas de gelo o que nos obrigou, para as evitar, a encontrar alternativas de subida, com inclinações superior a 50%. Chegados ao Alto da Bemposta, seguimos para o Alto da Varziela, onde um pequeno descuido numa placa de gelo, originou um valente trambolhão, felizmente, sem consequências, e daí para o prado da Varziela. Depois do almoço no Alto da Varziela com vistas fabulosas sobre o Cantarelo, Pé de Medela, Albas, Borrageiro e Encosta do Sol seguimos o trilho em direcção ao prado Amarelo, que se encontra muito bem marcado pelas mariolas. As vistas que se usufruem aqui sobre barragem de Vilarinho das Furnas, com a a Louriça e a serra Amarela como pano de fundo, em múltiplos miradouros, são simplesmente deslumbrantes. As coisas complicaram-se novamente na descida para o prado Amarelo, o trilho descia mesmo por uma laje, que se encontrava literalmente coberta de gelo o que nos obrigou mais uma vez a encontrar uma alternativa. Avaliado o terreno, a solução foi descer a encosta numa zona mais acima, mais uma vez com uma inclinação superior a 50%. Após a descida apanhamos novamente o trilho que vem do prado Amarelo e daqui seguimos rapidamente até ao Pé de Cabril. Aí chegados, a quantidade de gelo que fomos observando desaconselhou a subida, pelo que o regresso ao topo ficou para uma próxima oportunidade. Daqui seguimos pelo bem conhecido troço que nos conduz novamente à Portela de Leonte. Belíssimas paisagens ao longo de todo o percurso num trilho bem mariolado e de dificuldade moderada, mas que deve ser efectuado com tempo seco, já que em condições de gelo ou elevada humidade se pode tornar bastante complicado.

Track GPS

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Trilho da Vezeira de Fafião - Gerês -

Trilho das Sete Lagoas

Trilho da Cascata do Arado às Velas Brancas